Home Notícias Como a organização do trabalho dos jornalistas causa sofrimento e prazer
0

Como a organização do trabalho dos jornalistas causa sofrimento e prazer

0
0

Um estudo realizado pela Fundacentro sobre as condições de trabalho dos jornalistas é o destaque da edição desta semana do podcast Podprevenir, programete semanal de rádio na web sobre segurança e saúde no trabalho. Tese de doutorado da jornalista Cristiane Oliveira Reimberg, assessora de comunicação social da entidade, a pesquisa avaliou os fatores de sofrimento, adoecimento e prazer no exercício da atividade.

Cristiane construiu a sua tese a partir da visão de jornalistas de diferentes gerações, veículos e regiões do país sobre os desafios do cotidiano da profissão. “O excesso de trabalho, longas jornadas, ritmo e pressão foram apontados por eles como alguns dos principais fatores de sofrimento na prática da atividade”, explica a jornalista. Ela lembra, no entanto, que o prazer surge como aspecto importante no relato dos entrevistados, quando há reconhecimento e valorização do trabalho realizado.

A jornalista aprofunda as contradições entre sofrimento e prazer na percepção dos entrevistados, fala sobre os impactos das novas tecnologias na produção jornalística e aponta os principais danos à saúde decorrentes da organização estressante do trabalho. Ela destaca ainda as principais conclusões do estudo.

Disponível também na versão mobile, o podcast pode ser acessado pelo endereço: www.podprevenir.com.br

Documentário
Na Sessão Pipoca, canal de vídeo do Podprevenir, o audiovisual da semana é o documentário “Paracoco – Endemia Brasileira”, do acervo do Canal Saúde da Fiocruz. A paracoco, doença pouco conhecida, está entre as dez enfermidades que mais causam mortes no país, afetando principalmente o trabalhador rural. O vídeo traz o relato de pessoas que contraíram a doença e o depoimento de profissionais de saúde sobre formas de contágio, sintomas, riscos e a importância do diagnóstico no tratamento dos pacientes.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *