Laboratório do Seconci-SP realiza 1 milhão de exames por ano

Referência para o setor da construção quando o assunto é qualidade de vida, medicina ocupacional, saúde e segurança do trabalho, o Serviço Social da Construção de São Paulo (Seconci-SP) divulgou recentemente que conta com laboratório próprio de análises clínicas que realiza de 90 a 100 mil exames por mês, chegando a cerca de 1 milhão de procedimentos analíticos anualmente.

“A Unidade Central, localizada na capital paulista, realiza 500 tipos de exames internos e atende em média 250 pessoas por dia. Mais 400 pessoas são atendidas diariamente nos demais postos de coleta do Seconci-SP em todo o Estado, o que totaliza de 10 a 12 mil pacientes por mês”, afirma João Felício Miziara Filho, superintendente ambulatorial da entidade. Segundo o médico, “o número de atendimentos nas unidades da rede pública aumentou ligeiramente por conta do desemprego, que levou a uma maior procura dos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS)”.

Os principais beneficiados são os trabalhadores da construção civil e seus familiares da capital paulista e de mais 12 municípios. “Além de atender a Unidade Central, os exames coletados nas unidades do Seconci-SP do interior e litoral de São Paulo são encaminhados para a sede e o paciente pode acessar os resultados pela internet”, relata.

Um dos diferenciais do serviço é o reconhecimento pela prestação de qualidade. “O primeiro marco do processo da qualidade no Seconci-SP foi em 2001, com a certificação do laboratório pela ISO 9001. Desde 2012, o laboratório é acreditado pelo Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos (PALC), conferida pela Sociedade Brasileira de Patologia Clínica”, diz. De acordo com o dr. Miziara, os exames são realizados por especialistas (biologistas biomédicos, farmacêuticos).

A entidade realiza desde os exames laboratoriais mais simples até os mais complexos, de imagem e de métodos gráficos. “A realização da hemoglobina glicada, por exemplo, é um marcador importante para o acompanhamento dos pacientes diabéticos. O resultado é capaz de mostrar se a pessoa tem realizado o controle da glicose constantemente ou se fez a dieta somente nos dias que antecederam a coleta de sangue”, explica Miziara.

Envie o seu comentário

Por favor, digite seu nome

Digite seu nome

Por favor, insira um endereço de e-mail válido

Digite um endereço de e-mail

Por favor, digite a sua mensagem

Revista Cipa © 2017 Todos os direitos reservados

Grupo Cipa Fiera Milano | Avenida Angélica, 2491 – São Paulo – Brasil - Tel: +55 11 5585.4355