Policiais civis do RJ terão atenção em saúde e segurança no trabalho

0

Os policiais civis do estado do Rio de Janeiro passarão a receber atenção especial em saúde e segurança no trabalho, por meio de assinatura de Protocolo de Intenções entre a Fundacentro e o Governo do Estado do Rio de Janeiro, evento que foi realizado ontem, 26, na capital carioca.

Com a presença do ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, da presidenta da Fundacentro, Maria Amelia de Souza Reis, do Diretor Técnico da entidade, Robson Spinelli Gomes e o chefe de Polícia Civil, Fernando Veloso, o Protocolo tem como objetivo, a conjugação de esforços entre a Fundacentro e a Policia Civil do Estado do Rio de Janeiro para a realização conjunta de projetos e ações de mútuo interesse em atendimento às demandas de segurança e saúde no trabalho da corporação da PCERJ.

Essas ações serão desenvolvidas por meio de plano de trabalho que contemplará a identificação do objeto, as metas a serem atingidas, etapas ou fases de execução, denominação de responsáveis pelas etapas, plano de aplicação de recursos (caso haja necessidade, pois o Protocolo em si não envolve a transferência de recursos), cronograma de desembolso, pagamento ou execução orçamentária (caso haja necessidade) e formas de divulgação.

Conforme prevê o Protocolo, caberá à Fundacentro o estudo de ações prevencionistas para os policiais do RJ, de forma a estabelecer avaliações ocupacionais e ambientais. De acordo com Robson Spinelli, diretor Técnico e gestor do Protocolo, haverá em um primeiro momento, a formação de um grupo de trabalho e posteriormente a definição estratégica de ação local.

Segundo a presidenta Maria Amelia, a assinatura do protocolo já vinha sendo discutida entre a instituição e os policiais civis e para ela, o tema segurança pública é uma grande preocupação do povo brasileiro. Em entrevista concedida ao Governo do Estado do Rio de Janeiro, Maria Amelia colocou que os estudos a serem implementados irão ajudar a minimizar os problemas no ambiente de trabalho e farão com que a segurança pública do Rio se torne a principal do país e sirva de modelo para os outros.

Para a corporação e a sociedade, o policial é o operador mais importante da segurança pública e não podemos deixar de nos preocupar com a saúde dele dentro e fora da atividade. Somos pioneiros nesse trabalho e espero que estejamos plantando uma semente importante para as polícias do Brasil porque sem o agente motivado, com saúde, valorizado e respeitado não há solução que resolva a segurança do país” ressaltou o chefe da Policia Civil, Fernando Veloso.

Fonte: Fundacentro/ com informações da Subsecretaria de Comunicação Social do Governo do Estado do Rio do Janeiro

Deixe uma Resposta

Seu comentário aguarda moderação.

VOCÊ GANHOU UM CUPOM DE DESCONTO!

Utilize o CUPOM CIPA10 e tenha 10% de Desconto na Assinatura de qualquer Plano da Revista Cipa & Incêndio.

USAR MEU CUPOM CIPA10
* Promoção válida para pedidos realizados até o dia 31.05.2021. Essa promoção não é válida para quem já é assinante da revista e não é cumulativa com outras promoções.
close-link