Dia Internacional de Prevenção às LER/DORT movimenta setor de SST

0

Dia 28 de fevereiro é o Dia Internacional de Prevenção às LER/DORT. Instituído pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), no ano 2.000, para conscientizar empresários e população em geral sobre os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT), que incluem as Lesões por Esforços Repetitivos (LER), a data incentiva empresas e entidades a promoverem ações de conscientização e troca de informações especializadas.

Vários fatores relacionados aos ambientes, processos e organização do trabalho, como movimentos repetitivos, ritmo de trabalho intenso, móveis e equipamentos incômodos, postura inadequada, falta de tempo para ir ao banheiro, cobrança contínua por produtividade, exposição ao frio e exposição às vibrações podem predispor essas lesões. Trata-se de uma doença multifatorial que pode atingir tanto trabalhadores no início da sua atividade quanto aqueles com muitos anos de trabalho em todos os ramos da economia, independente do nível de escolaridade e profissão.

O gráfico abaixo que representa a distribuição dos casos de LER/DORT notificados no estado de São Paulo, por meio do Sistema Nacional de Notificação (SINAN), entre os anos de 2007 ao início de 2020.

 

 

 

Avanços necessários

 

Quase sempre o trabalhador procura atendimento médico quando em estágio avançado com sintomas de dor, formigamento, sensação de peso, cansaço e limitação de movimentos. Reunir informações sobre o impacto das posturas adotadas, o mobiliário, o ambiente físico e os aspectos psicossociais, atitudinais e organizacionais que o trabalhador está inserido contribui para um diagnóstico adequado e possibilita a vigilância e intervenção para a reabilitação profissional.

Para avançar na conscientização e trazer informações atualizadas, empresas e entidades promovem diversos eventos nesta semana. É o caso da Fundacentro, que vai promover uma live com diversos especialistas sobre LER/DORT nos setores de serviços e das indústrias e contribuições da NR 17, no dia 03 de março, às 9h no canal da entidade no YouTube.

A Fundacentro, por meio de seus (as) pesquisadores (as), desenvolve pesquisas e estudos a respeito dessas doenças causadas no ambiente de trabalho. Para o debate sobre o tema, o pesquisador José Marçal Jackson Filho coordenará o evento que contará com a presença das pesquisadoras Maria Maeno e Thaís Helena de Carvalho Barreira. A instituição convidou o auditor fiscal do Trabalho e chefe de Segurança e Saúde da Superintendência Regional do Trabalho do Rio Grande do Sul (Segur/SRTB-RS), Mauro Marques Muller.

Maeno abordará a prevenção da LER/DORT no Setor de Serviços e Thaís Barreira explanará sobre a prevenção da LER/DORT no Setor da Indústria. Já o auditor fiscal Muller falará sobre as contribuições da norma regulamentadora nº 17 (Ergonomia) para a prevenção da LER/DORT.

O evento se dará por discussão entre o facilitador e os palestrantes. As perguntas do público que chegarão ao vivo pelo chat da live serão respondidas pelos especialistas.

Para assistir acesse o link:

https://www.youtube.com/watch?v=maHvNDGvD48

 

Alertas em prol de melhorias

 

Outra iniciativa é do governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), realizou ações de conscientização e abordagem sobre os distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho, que incluem as lesões por esforços repetitivos (LER), em unidades de saúde do estado.

A campanha teve início no dia 24 de fevereiro e se estende até o dia 9 de março. Como parte da programação estão sendo realizadas rodadas de palestras com fisioterapeutas e uma amostra de exercícios laborais para ilustração aos servidores, que podem ser implementados antes, durante e após as suas atividades laborais. O objetivo é conscientizar esses profissionais quanto às formas de prevenção, notificação e monitoramento dos casos.

“Com base nos dados estatísticos foram definidos os temas das palestras. Nossa meta é alertar sobre as doenças relacionadas ao trabalho, esclarecer como elas surgem e como podemos evitá-las, além de orientar sobre o atendimento, indicando onde as pessoas devem procurar ajuda”, explicou a chefe do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), Eliane Costa.

De acordo com Eliane, os dados do Acre a respeito das doenças provocadas por atividades relacionadas ao trabalho chamam a atenção devido a subnotificações dos casos, o que ressalta a importância de se debater o tema.

“Em uma série histórica de 2011 a 2021 foram notificados 73 casos e, dos 22 municípios, apenas 6 (22%) incluíram dados no sistema de notificação. Nesse contexto, é importante despertar e conscientizar o trabalhador acerca desses agravos, já que estão entre as principais causas de afastamento do trabalho”, pontuou.

As ações ocorrem, respectivamente, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Franco Silva, no Hospital Epaminondas Jácome, em Xapuri, no Conselho Estadual de Saúde e no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Acre (Hemoacre). Todos os coordenadores municipais de saúde do trabalhador também foram incentivados a realizarem ações inerentes ao tema.

 

Destaque para medidas preventivas

 

O combate às Lesões Por Esforços Repetitivos (LER) e distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT) também foi lembrado no Amazonas com seminário online promovido pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas, com apresentação da Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), que realizou a palestra sobre prevenção às doenças, no dia 24/02.

A videoconferência teve a intenção de chamar a atenção da sociedade sobre o que são LER e DORT e os fatores relacionados às causas dessas doenças e como é possível se prevenir desses distúrbios. “É preciso dar destaque para a importância em adotar medidas preventivas contra lesões associadas a movimentos e esforços repetitivos”, afirmou Tatyana Amorim, diretora-presidente da FVS-RCP.

Esses fatores organizacionais relacionados ao ambiente de trabalho foram abordados no seminário, pela fisioterapeuta Juliene Dantas, do Centro de Referência Estadual de Saúde do Trabalhador da FVS-RCP (Cerest/FVS-RCP).

“Falamos sobre conceitos, causas, fatores relacionados e principais regiões do corpo afetadas nas fases da LER/DORT. O objetivo é orientar sobre como o trabalhador pode se ajustar para obter melhor qualidade de vida”, disse a fisioterapeuta.

A prevenção à LER/DORT foi abordada em formato de seminário online, transmitido por meio do Sistema IPTV da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), por meio do Núcleo Telessaúde Estadual do Amazonas. Para acompanhar a transmissão, o video estará disponível no canal do Telessaúde AM (https://bit.ly/3h9YLML), Aplicativo Mano Web e no Programa IPTV (canal: telessaude-am).

Deixe uma Resposta

Seu comentário aguarda moderação.

PATROCÍNIO

VOCÊ GANHOU UM CUPOM DE DESCONTO!

Utilize o CUPOM CIPA10 e tenha 10% de Desconto na Assinatura de qualquer Plano da Revista Cipa & Incêndio.

USAR MEU CUPOM CIPA10
*Essa promoção não é válida para quem já é assinante da revista e não é cumulativa com outras promoções.
close-link