Home Notícias Estado de SP certifica empresas por Boas Práticas de Trabalho Decente
0

Estado de SP certifica empresas por Boas Práticas de Trabalho Decente

0
0
(Imagens: Assessoria de Imprensa – Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho)

O dia 28 de janeiro é marcado por ser o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Escravo. Esta luta tem se intensificado com o passar dos anos e o governo do Estado de São Paulo, preocupado com esta questão, passou a aplicar o conceito de Trabalho Decente. Neste dia, três empresas receberam diploma por implantar boas práticas em seus ambientes de trabalho. A Hyundai, a Bombril e a Lupo.

A cerimônia, realizada no auditório da SERT (Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho), contou a presença do secretário de Estado do Emprego, José Luiz Ribeiro, do secretário adjunto, Eufrozino Pereira, do chefe de gabinete da pasta, Jefferson Coriteac, do coordenador de Políticas, Emprego e renda, Pedro Nepomuceno, da supervisora do Trabalho Decente, Letícia Mourad, do deputado federal Paulo Pereira da Silva, entre outras autoridades e representantes patronais e sindicais.

“Temos que incentivar e dar apoio às empresas que se dedicam a desenvolver estas práticas. Sempre disse que o primeiro direito do trabalhador é o emprego. Mas acrescento: o primeiro direito do trabalhador é um Trabalho Decente”, disse Zé Luiz.

“Não basta comprarmos produtos de boa qualidade, é necessário saber como esses produtos foram confeccionados, saber em quais condições se encontram os trabalhadores que produzem a matéria prima. Hoje com essa diplomação podemos dizer que três grandes empresas podem ser propagadas não só por possuírem bons produtos, mas por terem mão de obra digna”, declarou Paulo Pereira da Silva.

A programação também contou com a participação de representantes da Sodexo e da Accenture, diplomados em 2015, que puderam contar suas experiências rotineiras e a satisfação por haverem sido diplomados anteriormente.

“O mais importante é a preocupação da empresa em se abrir para um modelo de Trabalho Decente”, afirmou Letícia. “Sabemos que existe uma luta extensa para alcançar melhores resultados. Porém, este é um passo que o Estado está dando e que deve ser valorizado”.

“Fomos o primeiro Estado a assumir a luta pelo Trabalho Decente. Neste exato momento existem vidas que estão em risco por passarem por más condições de trabalho. A SERT está aqui para combater aquilo que é indecente”, afirmou Nepomuceno.

Diplomação
Para receber o diploma, as três empresas passaram por um processo de auditoria, onde foram avaliados diversos quesitos como jornada de trabalho, igualdade de oportunidades, estabilidade, segurança, entre outros, que foram definidos pela OIT (Organização Internacional do Trabalho). A empresa é aprovada caso atinja 70% de aproveitamento nos quesitos citados.

 

 

Com informações da Assessoria de Imprensa – Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *