Mineradora desenvolve solução contra os acidentes mais comuns na atividade portuária

0

Maior porto do Brasil e um dos maiores do mundo, o Terminal Marítimo Ponta da Madeira (TMPM), em São Luís, é um dos principais ativos da Vale. Com capacidade para embarcar 230 milhões de toneladas de minérios de ferro e derivados por ano, o complexo mobiliza cerca de 3 mil funcionários. Toda essa operação exige um olhar meticuloso para saúde e segurança no trabalho (SST).

A gestão dinâmica de SST no terminal maranhense permitiu à Vale aprimorar a proteção dos colaboradores nos processos de vulcanização, especificamente nos cortes e emendas de correias com o uso de estiletes e facas de escalonamento – tarefas que mais causam acidentes nas atividades portuárias, com ferimentos nas mãos ou braços.

“Sempre quisemos aprimorar a segurança dessas atividades, mas não encontrávamos soluções satisfatórias no mercado. Por isso, decidimos iniciar um projeto com a DuPont e a Uniluvas para o desenvolvimento de EPIs customizados”, conta Fabio Arruda, Supervisor de Segurança Ocupacional da Vale.

Em fevereiro de 2019, após quase oito meses de pesquisa, prototipagem e avaliações, um kit de proteção composto por dois modelos de luvas ambidestras e um mangote, para proteção dos braços obteve a aprovação da mineradora. Os EPIs contam com a tecnologia DuPont™ Kevlar® Armor, em que fios de aço são encapados e entrelaçados com fios de DuPont™ Kevlar®, material sete vezes mais resistente que o aço.

As luvas têm cores diferentes, para identificar qual é a voltada à mão de corte (cinza) e qual é a dedicada à mão de apoio (amarelo). Esta, aliás, conta com um revestimento extra de Kevlar® contra impactos de ponta de faca.

“A solução teve ótima aceitação entre os funcionários envolvidos com as atividades de corte e emenda de correias. Não apenas pela segurança extrema proporcionada pelos equipamentos, mas também porque eles são confortáveis e não prejudicam a habilidade manual”, relata Arruda. Por ser significativamente mais leve e mais maleável do que a malha de aço, a tecnologia Kevlar® Armor garante melhor desempenho nos processos de corte.

Os equipamentos desenvolvidos para o porto maranhense foram apresentados ao Comitê Técnico de EPI Corporativo, tornando-se referência para outras unidades da mineradora no Brasil e no mundo.

Prêmio

O projeto de criação do kit de proteção anticortes garantiu à Vale o terceiro lugar na categoria Corte e Abrasão do Prêmio DuPont de Saúde e Segurança do Trabalhador em 2019.

Leave A Reply

Your email address will not be published.