Siemens e Reymaster promovem webinar para falar sobre normas de segurança para máquinas e equipamentos

0

Indústrias devem sempre estar atentas tanto a normas técnicas, como a ABNT, quanto a normas regulamentadoras, conhecidas como NRs. Enquanto as primeiras funcionam como recomendações de melhores práticas de segurança, as NRs têm força de lei e caráter fiscalizatório, ou seja, necessariamente precisam ser cumpridas. E isso independe de seu porte ou segmento.

Para ampliar o conhecimento sobre o assunto, a Reymaster, distribuidora de materiais elétricos, e a multinacional Siemens promoveram em outubro um webinar que tratou especificamente da NR-12, que tem como foco a segurança de máquinas e equipamentos. Participaram da live a engenheira de produtos Lais Rodrigues e a engenheira Camila Zimmer.

“As NRs buscam resguardar a saúde a integridade dos empregados, delimitando os requisitos mínimos para prevenir acidentes e doenças no ambiente de trabalho”, explicou Camila. “No caso da NR-12, estamos falando de maquinário, e não só sobre sua fabricação, mas sobre todo o seu ciclo de vida, que envolve projeto, comercialização, utilização e mesmo exposição”.

Segundo Lais, as NRs, embora criadas em 1978, são como um organismo vivo, ou seja, sempre passam por atualizações e aprimoramentos. Por isso, é importante se manter atualizado. “A Siemens conta com um portfólio completo para auxiliar na segurança dos equipamentos, que consiste em avaliação, detecção e reação”, disse.

Durante o webinar, por exemplo, Camila e Lais falaram em detalhes a respeito de relés de segurança, dos modelos básicos aos mais avançados, e de chaves magnéticas, tão importantes para evitar acidentes por seu papel de detecção. Em linhas gerais, destacaram o quão importante é seguir as NRs, e que os dispositivos da Siemens atendem diferentes perfis de exigência e de preço, sem jamais abrir mão da segurança.

Como apontam os números oficiais – provavelmente menores que os dados reais -, em 2016, no Brasil, ocorreram mais de 11 mil fraturas e 3,5 mil amputações no ambiente de trabalho em função da má utilização ou manutenção de equipamentos. Além disso, foram contabilizados mais de 100 óbitos, o que deixa evidente a necessidade de se aumentar a segurança dos parques industriais nacionais e do maquinário que os compõe.

Leave A Reply

Your email address will not be published.