Animaseg alerta ANVISA para falta de EPIs da área médica com o fim da validade da RDC 379

0

A Animaseg – Associação Nacional da Indústria de Material de Segurança e Proteção ao Trabalho – alertou, na terça-feira (3) a ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – para o risco de falta de Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs) para a área média no combate à Covid-19. A entidade havia pedido, no mês passado, a prorrogação do prazo de validade da RDC 379 (Resolução de Diretoria Colegiada), que permitia a comercialização dos EPIs mesmo se a empresa não tivesse registro na ANVISA. Mas a validade da medida acabou no dia 27 de outubro passado sem que ocorresse a prorrogação.

Esta semana, em ofício à agência, a Animaseg mostrou a preocupação com o desabastecimento do mercado interno em meio a pandemia. De acordo com Raul Casanova, diretor executivo da Associação, durante os 180 dias de vigência da RDC 379 o fornecimento de EPIs foi feito por 40 empresas do setor. “No entanto, somente três possuem o registro na ANVISA para comercializar os equipamentos e as demais, sem a autorização, tiveram que deixar o segmento médico novamente”, afirma.

Leave A Reply

Your email address will not be published.