Home Notícias Empresa investe R$ 1 milhão em itens de sanitização e segurança para retomada das atividades
0

Empresa investe R$ 1 milhão em itens de sanitização e segurança para retomada das atividades

0
0

A GoWork, empresa brasileira de soluções inteligentes de escritórios corporativos, investiu R$ 1 milhão na implantação de medidas rígidas de higienização nos 14 prédios da companhia localizados em São Paulo, como preparação para a retomada gradual das atividades presenciais das empresas nos escritórios.

Dentre as medidas estão a colocação de barreiras de acrílico entre as mesas, sanitização a jato com substância que cria película desinfetante nas superfícies, tapetes sanitizantes nas entradas, equipamento com raio ultravioleta que filtra o ar condicionado, diminuição na ocupação 50% das salas de reuniões, readequações de layout para o distanciamento social, além de iniciativas básicas como intensificação da limpeza dos espaços e triagem por controle de temperatura na entrada dos prédios, preparação dos edifícios para abertura segura das janelas e potencialização da circulação de ar.

Desde o fim de maio, registrou crescimento de 300% no volume de procura por locação de estações de trabalho em comparação com fevereiro deste ano, em junho atingiu volume de vendas 10% superior aos mês de fevereiro. A grande maioria das abordagens é de empresas que estão estão deixando espaços de aluguel tradicionais em busca de alternativas mais flexíveis como o coworking.

Para atender a essa demanda, além do investimento em medidas de segurança e higienização, a companhia vem apostando em um modelo de negócios pouco explorado no Brasil – o de locações corporativas monousuário. Chamado de Built to Go, o produto consiste em locar andares inteiros para uma única empresa, fora da área compartilhada, preservando a identidade corporativa da marca, fator que será fundamental com a tendência de que o home office seja intercalado à rotina de trabalho presencial.

O formato também tem como objetivo atrair empresas que não são adeptas à ideia de compartilhar espaço de trabalho com outras companhias. O pacote contempla mobiliário, equipe de arquitetura, engenharia, customização (piso, forro, cor do mobiliário, modelo de cadeira), internet, telefonia, equipe de copa e todo suporte técnico operacional. “Com a conscientização das empresas de que o home office dá certo e funciona, movimento forçado pelo isolamento social provocado pela pandemia, o coworking atuará muito mais como um QG para troca de ideias e experiências. E nós estamos preparados para isso “, explica Fernando Bottura, CEO da GoWork. Atualmente, 85% das posições de trabalho da empresa são modelo Built to Go.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *